Santas Sopas

Elas podem substituir qualquer refeição, porém vai depender da composição. Se for no almoço, deve ser completa, com todos os nutrientes necessários (massas ou tubérculos, carnes, folhas, e legumes). À noite, o melhor é apostar em sopas mais leves, sem carnes, massas, queijos, de preferência que sejam à base de legumes e grãos.

Além do alto valor nutricional, as sopas feitas com legumes e verduras cozidas saciam rapidamente, pois estimulam o hormônio gastrointestinal sintetizado por neurônios do sistema nervoso central, responsável por emitir a mensagem de satisfação ao cérebro.

Pode-se adicionar a elas especiarias, ervas e misturas de temperos para dar mais sabor e promover a harmonia entre os ingredientes.

As sopas podem ser simples e finas como caldo de galinha, ou mais substanciosas, contendo uma mescla de ingredientes, como o minestrone, ou ainda mais grossas como creme de champignon. Como podem ser feitas de qualquer elemento comestível, as informações nutricionais são bastante abrangentes e dependem de cada ingrediente usado. Algumas tendem a ter poucas calorias, pois têm muita água, porém podem ser feitas também com bastante gordura, quando creme de leite, manteiga, leite de coco ou outros ingredientes gordurosos são adicionados. As sopas geralmente têm poucas calorias em forma de proteína, exceto no caso dos ensopados de carne.

Uma sopa saudável e nutritiva pode auxiliar em algumas doenças, principalmente em casos de gripes e resfriados, bastando, para isso, selecionar bem os ingredientes, como o uso do alho, que é ser um excelente antitérmico e expectorante natural, podendo ser utilizado em casos de bronquite e asma.

A vantagem da sopa é a utilização do caldo que, muitas vezes, é desprezado. É nele, entretanto, que estão concentrados todos os nutrientes obtidos pelo cozimento de carnes, verduras e legumes.

Apenas procure evitar sopas com massas, creme de palmito, ervilha com bacon, feijão com macarrão e as que incluem creme de leite e queijos por serem muito calóricas. Prefira as sopas leves com legumes como cenoura, chuchu, beterraba, couve, cebola, alho, ervas e especiarias naturais, arroz ou macarrão (de preferência na versão integral) ou sopa de caldo verde.

A sopa é considerada um milagre, pois além de ser indicada no tratamento da obesidade, para a manutenção do peso ideal, para as pessoas que sofrem de falta de apetite ou têm dificuldade em digerir, para os idosos e crianças, pois a combinação de fibras alimentares com um elevado teor em água tornam-na num bom regulador intestinal e por não conter as moléculas agressivas que se formam noutros processos de confecção (como nos fritos ou nos grelhados na brasa).

Então, vai uma sopinha aí?

Escrito por Daniela Henkin Posada/ Responsável Técnico da JALF/Recofran