COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO ECONÔMICA

O nutricionista é o profissional responsável por cuidar da alimentação saudável e orientar novos hábitos de vida, através de avaliação física, nutricional e metabólica. Entretanto, existem outras funções no trabalho do nutricionista e uma delas é o leve auxílio no planejamento financeiro do cardápio ou plano alimentar.

Muitas vezes escutamos que alimentos mais frescos são mais caros, que comprar oleaginosas é impossível ou mesmo que ir ao supermercado é sinônimo de comprar demais e gastar mais? Esses são os motivos pelos quais, além de reeducar a alimentação do paciente, é preciso pensar em como desenvolver um “cardápio econômico”, levando em consideração os fatores culturais, socioeconômicos e localização geográfica.

Antes de ir às compras

Faça uma lista com os alimentos propostos em seu cardápio ou plano alimentar. Ir ao supermercado sem planejamento é ter a certeza de comprar mais que o necessário.

Alimente-se antes

A maioria das pessoas conhece a dica, mas muitas vezes não a aplica. Pode acontecer se você passar no supermercado ou feira logo após o trabalho, sem se alimentar antes, por exemplo, ou ir depois da academia. Desta forma é importante ter como sugestões de lanches, alimentos que trabalhem a saciedade, como sanduíche proteico com atum, tomate, azeitona, oleaginosas como castanhas, nozes, amêndoas, frutas como abacate com cacau.

Faça as compras uma vez por semana

Carnes podem ser refrigeradas, mas frutas e verduras duram menos tempo. Dessa forma, a feira pode ser feita semanalmente ou duas vezes por semana, caso você tenha disponibilidade de tempo.

Para que a diversidade de folhas seja maior, ao invés de comprar somente o pé de alface para aquela semana, compre um pé de alface e um maço de rúcula, por exemplo. Ao chegar em casa higienize bem as folhas, seque com papel toalha e guarde em um pote com tampa, com duas a três folhas de papel toalha bem em cima e vire o pote de cabeça para baixo. Desta forma as folhas irão se manter frescas sem mudar consistência e sabor por uma semana.

Alimentos da estação

É gratificante observar que os sites e redes sociais da área de nutrição estimulam cada vez mais a compra de frutas e as verduras da estação, como por exemplo o site do desenvolvimento agrário, onde todos os meses é postado os alimentos da safra. O vegetal que está em seu período de safra, costuma ser mais saboroso, com menos agrotóxicos e mais barato.

Valorize as comunidades produtoras agrícolas da sua região

Procure por alimentos orgânicos, de produção local, que podem ser adquiridos nas feiras do produtor orgânico na Praça da Santa Casa nas terças-feiras e na Praça da Prefeitura nas sextas- feiras pela manhã.

Adaptações no cardápio/ plano alimentar

No momento de apresentar e explicar o cardápio ou plano alimentar é importante ressaltar que existem substituições possíveis para um legume ou fruta, por exemplo. Sempre que trabalhamos grupo alimentar e porções, podemos adaptar o plano alimentar conforme as compras da semana, substituindo um alimento por outro do mesmo grupo.

#ECONOMIA